Certificado de eliminação do paludismo, uma meta do País para os próximos tempos

Certificado de eliminação do paludismo, uma meta do País para os próximos tempos

Por ocasião do Dia Mundial de Luta contra o Paludismo, que se assinala, anualmente, a 25 de abril, as autoridades sanitárias nacionais e internacionais se reuniram, no passado dia 23 do corrente, para fazer o ponto de situação sobre a trajetória feita pelo País relativamente à eliminação do paludismo, abordar a questão do reforço da informação e sensibilização da população sobre a prevenção dessa doença, bem como as metas a serem alcançadas para os próximos tempos.

No âmbito do Programa Nacional da Luta contra o Paludismo, a Direção Nacional da Saúde se reuniu com os parceiros, designadamente, o CCS-SIDA, enquanto recipiente principal do Fundo Global para o Programa “Investir para Alcançar a Eliminação do Paludismo, o Instituto Nacional de Saúde Pública e as Delegacias de Saúde da Praia, Santa Catarina de Santiago e Boa Vista, para um encontro de reflexão sobre a eliminação do paludismo no País, encontro esse que também teve a participação da OMS.O Coordenador Nacional do Programa de Nacional da Luta contra o Paludismo, António Moreira, que fez parte deste encontro presidido pelo Diretor Nacional da Saúde, Jorge Noel Barreto, mostrou-se satisfeito com a evolução do País, tendo considerado “um grande ganho” o fato de nos últimos três anos não se ter registado nenhum caso autóctone do paludismo em Cabo Verde.

Este ano a efeméride tem como lema “Faça um risco sobre o Paludismo”, com principal foco em destacar o sucesso dos países na luta contra o paludismo; inspirar um novo grupo de países com potencial para eliminação da doença até 2025 e demonstrar que o “Paludismo Zero” está ao alcance de todos os países. Neste domingo, 25, Dia Mundial de Luta contra o Paludismo, Cabo Verde aderiu ao movimento mundial de iluminação de um monumento emblemático com a cor azul, tendo várias personalidades nacionais e internacionais do setor da saúde se reunido, por volta das 20 horas, à frente do Palácio do Governo, onde a fachada dianteira do edifício foi iluminada de cor azul.

EnglishFrenchPortuguese